blog do André Valente


270 filmes – #092 – A Coisa
18/10/2010, 18:12
Filed under: 270 filmes

#092 – A Coisa (The Stuff) – 1985

A Coisa é um filme estranho. Muito estranho. Quiçá ruim. Quiçá muito ruim. Mas é um clássico da Sessão da Tarde (ou melhor, do Cinema em Casa, a Sessão da Tarde do SBT, ainda por cima). Eu assisti pra fazer o desenho, e cheguei à conclusão de que o filme não faz muito sentido. Ou foi mal editado. Ou alguma coisa assim. É tipo assim: tem tipo uma gosma que tá tipo na moda e o povo come e vira tipo um zumbi que cospe tipo uma espuma. Fim.

Anúncios


270 filmes – #091 – Perfume – A História de um Assassino
15/10/2010, 15:07
Filed under: 270 filmes

(Desenho de Eduardo Nunes)

#091 – Perfume – A História de um Assassino (Perfume: The Story of a Murderer) – 2006

Com a palavra, Eduardo Nunes:
“Um filme sinestésico. Interessante ver o olfato, sentido marginalizado diante da nobreza com que visão e audição são comumente tratadas, ser posto no pedestal justamente pelo Cinema, o templo do audiovisual.
Nesta história, moral, justiça, ódio e vingança se curvam diante da busca obsessiva pela beleza.”



270 filmes – #090 – Meu Cachorro Skip
06/10/2010, 18:58
Filed under: 270 filmes

#090 – Meu Cachorro Skip (My Dog Skip) – 2000

Às vezes a gente não dá nada prum filme, e quando percebe, tá chorando no final. Não que eu tenha chorado no final de Meu Cachorro Skip. Ninguém pode provar que eu choro no final desse filme toda vez que assisto. E se alguém disser que eu choro, essa pessoa tá mentindo. É mentira também que eu não preciso ver o filme inteiro pra chorar, só o final. Mentira. Calúnia. Difamação.



270 filmes – #089 – Fargo
04/10/2010, 19:48
Filed under: 270 filmes



#089 – Fargo (Fargo – Uma Comédia de Erros) – 1996

Tirando a tradução do nome (tão ruim que quase mata a vontade de assistir o filme – eu não consigo tirar da minha cabeça como era irritante o Rubens Ewald Filho repetindo o nome em português durante toda a transmissão do Oscar daquele ano), Fargo é um daqueles filmes quase perfeitos. Não é meu favorito dos Coen, mas de vez em quando eu assisto de novo e fico impressionado como nenhum diálogo está fora do lugar, como toda cena cumpre seu propósito (incrível como o filme quase não tem cenário externo, só o branco da neve). Não consigo imaginar o que poderia ser modificado no filme inteiro. Fargo é como uma daquelas antenas de TV vagabundas que só sintonizam quando você tá em pé: se você mexer só um pouquinho, estraga tudo.



270 filmes – #088 – Aliens
01/10/2010, 17:43
Filed under: 270 filmes


#088 – Aliens (Aliens, o Resgate) – 1986

Eu podia jurar que em 2010 a gente já teria os power loaders do Aliens andando pelas ruas. Tem uma galera que fica construindo uns de papelão e ficam brincando em casa, mas esses não têm graça. O James Cameron também deve ter ficado chateado com a falta deles, tanto que botou um no Avatar. Mas no Avatar os aliens ganham no final.